Transcodil

Parceria de sucesso em controle e gerenciamento de manutenção de frota

Eficiência e controle na gestão de manutenção de frota significam não apenas redução de custos e melhor aproveitamento dos recursos disponíveis, mas também um diferencial da empresa no mercado. Isso pode ser comprovado no Estudo de Caso Transcodil, da Codil Alimentos, que entrega os produtos da empresa. Para alcançar a liderança de mercado, a Codil Alimentos apostou nos lançamentos de acordo com o modelo just-in-time da Transcodil, liberando seus compradores da necessidade de manter um estoque. Confira a entrevista feita com o supervisor administrativo Fernando Antônio de Andrade:

1. Fale um pouco sobre a Codil Alimentos.

A Codil Alimentos é uma empresa do setor de alimentos focada no ramo de grãos (arroz e feijão). Com a necessidade do marcado Transcodil surged - setor de transporte . A empresa está no mercado há mais de 40 anos e hoje é líder em seu segmento.

2. Como é a posição da Codil Alimentos no mercado ultimamente?

Um dos diferenciais da Codil, além da qualidade do produto, é a entrega rápida. Codil atende o mercado de Minas Gerais. Estamos localizados em Divinópolis (região Centro-Oeste de Minas). Temos uma excelência em entregar no prazo de um dia. Por exemplo: o vendedor da Codil faz a venda hoje na cidade de Montes Claros, localizada a cerca de 600 km da nossa fábrica em Divinópolis. Amanhã o produto é entregue em Montes Claros. As empresas que trabalham com a Codil não precisam de estoque em armazéns e supermercados, porque isso sobrecarrega o custo. Trabalhamos de acordo com o modelo just-in-time na entrega dos produtos.

3. A Codil usa a base da frota Engeman®. Quais são as características da frota da Codil?

Atualmente, estamos registrados em trailers Engeman®, caminhões Btrens, Truk e Toco. Controlamos com tratores de caminhão Engeman® 61, 46 reboques LS, duas básculas, 21 Btrens, 21 caminhões Truk, quatro caminhões Toco, um caminhão troncal, um Truk Basculante, um Truk Rolon, um caminhão especial com encosto que desce até o solo, como se deslocasse para retirar a carga e depois montá-la tudo de novo automatizado, dois Truk Casqueiro, próprios para carregar o farelo de arroz e cada um tem o tamanho de um reboque de 12 metros de comprimento, e um caminhão Truk com direcional segundo eixo. Todos eles controlados pela Engeman®, além desses veículos também registramos três empilhadeiras e dois compressores para manutenção do ar do mecânico.

4. Quais são os principais personagens do Engeman® que você mais usa?

Em geral os relatórios, porque são completos e objetivos ao mesmo tempo em questão de manutenção corretiva e preventiva. Engeman na Codil não tem um caracter específico definido porque nós executamos todo o processo para ter um relatório com a posição de manutenção . Não é algo específico, é o conjunto de informações que usamos.

5. Como o Engeman® ajuda na manutenção de veículos?

Nós usamos o Engeman como um todo no processo. Cada módulo executado nele tem seu nível de importância para que o resultado final seja um baixo custo de manutenção e entrega rápida do nosso produto. Nosso foco é entregar o produto o mais rápido possível para que o Engeman® ajude a controlar as preventivas para que o caminhão não quebre na estrada. Fatalmente, se o caminhão rodar mais, terá um custo menor. O Engeman® controla tudo isso para nós.

6. Então o Engeman® ajuda na redução de custos da frota?

Absolutamente. Isso inclui ajuda na garantia das peças. Temos um relatório pelo qual eu recebo a lista de manutenção de peças de manutenção, então eu consultei o Engeman® para saber se essas peças estão em garantia ou não. Isso também reduz o custo porque não alteramos as partes desnecessariamente.

7. Como o controle de pneus da frota é feito na Codil com a Engeman®?

A Engeman ® tem o formato exigido pelos grandes fabricantes como a Michelin, tratando o pneu como um ativo que possui vários pontos de rastreabilidade e segue um único ponto de controle. O pneu tem o número do pneu, que é o número do fogo, Dot ou Lore, impresso no pneu pelo fabricante e tem um ponto de controle que é criado dentro da Engeman® para que possamos saber como pode km esse pneu rolou. A rotina de entrada e saída de pneus da Engeman®, inclusive para recauchutagem, segue o formato que a Michelin exige porque a Codil trabalha com esse fabricante dentro da empresa. Isso significa que executamos restos de pneus para a Michelin e, consequentemente, temos que fornecer um número correto de pneus de acordo com seu padrão. E o Engeman® já é adequado para isso.

8. A Codil também usa o Engeman® para o controle de combustível?

Sim. Atualmente, o meio de consumo dos veículos, o custo do combustível e o km percorrido são controlados pela Engeman®. A Codil possui o CTF ( Controle Total da Frota ) em que o veículo a ser abastecido no posto de gasolina gerou uma informação via internet para nós e o importamos para o Engeman®. E o Engeman® faz todas as transações.

9. Qual a média de manutenções preventivas e corretivas utilizadas pelo Codil antes e depois da Engeman?

Podemos dizer: hoje organizamos e planejamos a manutenção. Antes do Engeman®, não havia organização ou planejamento. Trabalhamos de acordo com o serviço que foi gerado no dia: quebrado-fixo, quebrado-fixo. Hoje somos capazes de realizar a manutenção evitando quebras.

10. Quais referências você tem sobre o Engeman® para a manutenção da frota?

Temos um bom entendimento sobre o Engeman®. Nós inclusive temos um cliente seu (Transbrasília) que foi nossa indicação, eles vieram aqui e viram como o sistema funciona e depois compraram o Engeman®. Outro diferencial é o suporte. Logicamente, chegar ao ponto em que estamos com o Engeman® leva algum tempo. O Engeman é muito flexível, mas por ser bem flexível, não chegará a uma empresa e correrá 100% sozinho. Então o Suporte da Engecompany ajudou bastante o Codil, quanto a fazer as modificações necessárias como na implantação, todo esse cronograma com essa base que é feito para chegar onde estamos hoje colhendo as recompensas.

Fernando Antônio de Andrade, supervisor administrativo por 7 anos na Codil.